» 2.3 Produtos » Bio-eletromagnética subtil


Bio-eletromagnética subtil

 

O desenvolvimento eletromagnético do ser humano

 
Como ser eletromagnético, o ser humano tem um sistema de regulação extremamente subtil, que se desenvolveu ao largo de 3 milhões de anos:
 
1 - Num campo magnético e elétrico preciso.

2 - Na presença de ondas naturais específicas, proporcionando energia às suas células e entrando em ressonância com elas.

3 - Num ambiente rico em iões negativos, assegurando o bom funcionamento das suas funções vitais e do seu sistema regulador, o cérebro.


Graças à sua sensibilidade natural em relação a lugares energéticamente desfavoráveis, o homem primitivo sempre evitou construir em zonas perturbadas, como as localizadas sobre falhas geológicas e correntes de água subterrâneas.  


A regulação bioquímica e biofísica do corpo humano

 
Há provas científicas de que :

A) O cérebro envia, pelo sistema nervoso, fluxos elétricos para todo o corpo, criando assim campos eletromagnéticos de intensidades extremamente baixas.

B) A membrana celular do corpo humano tem um potencial elétrico e os seus "canais seletivos" são activados por sinais elétricos.

C) O DNA emite biofotões, que transportam as mensagens no interior da célula e entre as células, e activam reações bioquímicas.

Estas provas científicas demonstram que o corpo humano é regulado não só por reações bioquímicas, como também por reações biofísicas.



O risco de afectação por moléculas tóxicas e por radiações tóxicas



O corpo humano pode, assim,  ser afectado tanto por moléculas tóxicas, como por radiações tóxicas.

Este factos fundamentam o risco de conviver com radiações eletromagnéticas e com produtos poluentes que surgiram no ambiente ao longo das últimas décadas.

Algumas décadas, ou mesmo centenas de anos, são períodos muito curtos de tempo, desde o ponto de vista evolutivo das espécies, pelo que a adaptação do ser humano não está a ser possível.

Em consequência, as perturbações metabólicas desiquilibram o funcionamento do corpo humano, provocando, em maior ou menor medida, patologias degenerativas.

Essas patologias degenerativas aparecem ou não, em função da estabilidade ou da instabilidade genética de cada indivíduo e da carga e sinergia dos fatores epigenéticos.



Imprimir   
topo topo
 

                                       Serviços
Vitalização
   biológica
 
Geohabitat (c) 2009