» 2.1 Referências técnicas » Fatores essenciais


Fatores essenciais


Como se podem categorizar os fatores essenciais da eletrosensibilidade?

 
As principais fontes de campos eletromagnéticos (EMF’s), relacionadas com o início ou com o desenvolvimento de sintomas de eletrohipersensibilidade, variam muito.
 

Abaixo apresentamos um link para um Questionário de Avaliação, preenchido por cerca de 250 pessoas eletrohipersensíveis (EHS) na Holanda, durante um período de 3 anos, que contactaram a EHS Foundation por sua própria iniciativa.

Os problemas de saúde declarados foram registados a par das fontes de campos eletromagnéticos (EMF’s) – quando conhecidas – que poderiam ter causado esses efeitos na saúde.

Principais pontos de destaque na análise da eletrosensibilidade


1 – A eletrohipersensibilidade (EHS) sucede na generalidade dos grupos etários, desde os adolescentes até aos idosos na faixa dos 80 anos de idade;

2 – A maior parte das pessoas que procuravam ajuda e conselho eram mulheres;

3 – Há diversos factores – ambientais, bem como psicológicos – que modulam quer o início, quer a intensidade dos sintomas de eletrohipersensibilidade (EHS);

4 – Cada pessoa desenvolve o seu próprio leque de sintomas e as queixas variam muito. 70% dos que participaram na avaliação sofriam de fadiga crónica, dores de cabeça, problemas de concentração, e de outras perturbações psicosomáticas. Os problemas de índole somática incluíam visão diminuída, problemas com a audição e o olfacto, bem como na pele, e dores nas articulações e nos músculos;

5 – Vários eletrosensitivos tinham histórias de doenças que lhes minavam o corpo e a mente, e muitos sentiam perturbações devidas a factores ambientais, como cheiros, radiação ultravioleta, pólen, e componentes alérgicos. Alguns relataram esgotamento, stress post-traumático ou deficiências similares relacionadas com o ambiente ou com o estado emocional;

6 – Nenhuma das pessoas mencionou uma fonte específica, se bem que o uso de equipamento doméstico como telefones sem fios (DECT), redes sem fios (WIFI), TV, PC, e a maior parte dos sistemas eletrónicos modernos, induziram problemas em pelo menos metade dos entrevistados;

7 – Viver num apartamento com vários vizinhos constituía factor de risco, devido aos campos eletromagnéticos (EMF’s) que atravessam as paredes;

8 – A maior parte dos entrevistados considera-se como tendo um caráter emotivo;

9 – Alguns relataram que outros membros da família também tinham sintomas de eletrohipersensibilidade (EHS), podendo isso indicar a existência de algum tipo de factor hereditário na manifestação da sensibilidade, acima da média, aos campos eletromagnéticos (EMF’s);

10 – Especula-se sobre a possibilidade de o contexto de stress pessoal ser um factor chave e determinante na forma como os problemas de saúde são entendidos e resolvidos.

Este é o link para a fonte da informação:

Electrohypersensitivity (EHS) in the Netherlands  – A Questionnaire survey
Este texto corresponde ao Questionário elaborado para avaliação de electrosensíveis na Holanda, 2007.

 

 

Imprimir   
topo topo
 

                                       Serviços
Vitalização
   biológica
 
Geohabitat (c) 2009