» 2.1 Referências técnicas » Eletrosensibilidade


Eletrosensibilidade


O que é a eletrosensibilidade


Eletrosensibilidade ou Eletrohipersensibilidade (EHS) é uma deficiência funcional causada por efeitos biológicos, ao nível celular, de campos eletromagnéticos, nomeadamente das frequências da eletricidade, da rádio, assim como de microondas.

Para definir esta deficiência usaremos conceitos dum estudo de Olle Johansson, denominado “Eletrohipersensibilidade: Estado-da-Arte de uma Deficiência Funcional”:
“Uma nova categoria de pessoas com uma deficiência funcional (eletrohipersensibilidade; EHS) tem sido descrita em estudos, nomeadamente aqueles que afirmam sofrer de sintomas, subjectivos e objectivos, de pele e das mucosas, como comichão, picores, dor, sensação de calor, vermelhidão, borbulhas, pústulas, etc., após exposição a terminais de video (VDT’s), telemóveis, telefones sem fios (DECT), assim como a outros aparelhos eletromagnéticos.
Frequentemente também são relatados sintomas em órgãos internos, tais como o coração ou o sistema nervoso central.”

O estudo completo está referenciado nos seguintes links:

Electrohypersensitivity: Observations in the Human Skin of a Physical Impairment
Este texto do Prof. Olle Johansson caracteriza a "Electrosensibilidade", no contexto de uma apresentação à International Comission for Electromagnetic Safety (ICEMS).

Na parte final da apresentação é feita uma advertência sobre os riscos associados a patologias degenerativas, para além da electrosensibilidade.

 
Electrosensitivity: is technology killing us? - in pictures
Neste artigo publicado no Jornal "The Guardian", são apresentados vários casos de electrosensibilidade, relatados pelos próprios e também uma declaração de Olle Johansson, especialista na matéria.

 


Imprimir   
topo topo
 

                                       Serviços
Vitalização
   biológica
 
Geohabitat (c) 2009